Brasil dos Games: Bate papo com Thiago Carvalho, criador de Cock Fighter!
Por Eduardo Henrique Em 15 dez, 2013 as 11:02 PM | Categorizado como ., Brasil dos Games, Especial, Notícia | com 2 Comments

1452248_583391665067282_1124606499_nEssa semana batemos um papo rápido com Thiago Carvalho, um indie developer que está a frente da ABXY. Uma empresa que desenvolve jogos independentes e tem como objetivo ingressar no mercado internacional de games. Conversamos um pouco sobre os projetos, Cock Fighter, um game de luta 2D com Galos e Galinhas que possui uma pegada bem humorada e God of Metal, onde uma banda de Rock precisa salvar o mundo dos demônios.

Confira como foi a entrevista:

Gamer Spoiler: De onde veio a ideia de montar a Abxy?

Thiago Carvalho: A ABXY surgiu da ideia de criarmos jogos que gostariamos de jogar, estavamos cansados de super produções e queríamos reviver ou rejogar os clássicos mas com uma roupagem atual! Super produções que digo jogos 3D

Gamer Spoiler: Atualmente são quantos integrantes no time? E como vocês de conheceram?

Thiago Carvalho:  Atualmente são 4 integrantes principais. Conheci a Giovana através de uma matéria que ela saiu em um site GHQ que eu conhecia a dona, Giovana é bem conhecida lá fora, sua arte é espetacular, quando fui contrata-la conheci o Paulo que foi fundamental para o crescimento de Giovana e eles trabalham juntos como um time. O Diogo conheci através do Paulo, possuía um traço diferente que se encaixava perfeitamente pros games. Já o Rodrigo era conhecido pela sua banda 8 bits instrumental, conheci seu trabalho e achei que ele era o cara para fazer a trilha sonora do game, ele é uma orquestra em uma pessoa! Uni essa galera toda e contratei eles!

Sem título

Reprodução.

Gamer Spoiler: No site da ABXY, você diz que os projetos são auto-financiados. Como é isso pra vocês em relação ao progresso do projeto?

Thiago Carvalho: Sobre o auto-financiamento é complicado, pois o projeto já sofreu muito atraso com isso, é difícil manter um projeto do próprio bolso, levou anos pra me capitalizar e investir nele. Tudo ocorre mais lento sem dinheiro, sofreu também reboots o projeto por mudança de artista e programador. Ainda recorro a trabalhos paralelos para continuar investindo e mantendo o projeto. Talvez eu esteja no Cock Fighter 3 ou 4 já.  (risos)

1506532_581664761906639_893802739_n

Reprodução.

Gamer Spoiler: Em relação ao financiamento, ja pensaram em colocar o game no Cartase ou Kickstarter?

Thiago Carvalho: Já pensamos sim colocar o game no Cartase ou Kickstart, não só pensamos como vamos colocar para acelerar o processo.

Gamer Spoiler: De onde surgiu a ideia de criar o Cock Fighter? E porque Galos e galinhas ao invés de seres Humanos?

Thiago Carvalho: Eu sempre pensei em criar meus próprios games, e eu imaginava fazer meus gêneros favoritos, pensei em um jogo de luta tipo o clássico Street Fighter achando que seria um game mais fácil de fazer pelos cenários, mas ele é muito mais complexo do que eu imaginava. Então eu percebi que só existia jogos de luta com seres humanos, e porque não Galinhas ou Cachorros? Street Fighter era um esporte proibido assim como Rinha de Galo ou de Cães. Achei que galinhas são muito mais engraçadas, e a ABXY pensa em fazer games engraçados, então foi uma grande homenagem a nossos clássicos com uma pitada grande de humor. Mas sempre pensamos em inovar e criar diferencias como os especiais interativos que contém no jogo, onde você controla o poder, diferente de todos os outros jogos de luta, o que o torna único.

Reprodução.

Reprodução.

Gamer Spoiler: Nas imagens, podemos notar que o Galo de Kimono de karate possui bastante semelhança com Ryu de Street Fighter, onde vocês mais vocês buscam inspiração para criar seus personagens?

Thiago Carvalho: Todo mundo acha que colocar um kimono em um galo o torna Ryu, isso não o torna o Ryu. Qualquer semelhança é mera coincidência. Brincadeiras a parte, Hiyoko foi uma homenagem a nosso jogo de luta preferido. Buscamos inspiração em todos os clássicos, Mortal Kombat, Samurai Shodown, Marvel vs Capcom, e até mesmo os jogos mais recentes como Blazblue e Skullgirls. E até na realidade de lutadores famosos da mídia, mas tentamos manter a originalidade criando personagens únicos. Quem jogou todos os clássicos de luta irá amar jogar Cock Fighter!

Reprodução.

Reprodução.

Gamer Spoiler: Como é o trabalho de criação de Cock Fighter? Fale um pouco dos cenários, trilha sonora e jogabilidade.

Thiago Carvalho:  Eu sou o Game Designer e Programador, então eu imagino conceitos de personagens, busco referências, e penso na funcionalidade in-game por ter a visão de programador também. Isso gera personagens únicos com poderes únicos. Depois que crio o conceito do personagem, é feito um rascunho dele através do conceito e referências, eu aprovo e então é pintado. O cenário surge a partir do conceito dele e sua história que passa pelo mesmo processo de rascunho, aprovação e finalização. A trilha sonora eu penso em um tema e dou referência, mostro as artes pro músico, e ele cria a trilha baseada nas artes. O processo das cenas de corte, é baseado na sua história e como ela se entrelaça entre os personagens, o Cock Fighter possui cenas de corte de introdução, durante o jogo (contra seu aqui inimigo) e depois quando finaliza o game ao derrotar o chefão final. Além disso tenho que pensar em todos os movimentos, eu crio bonecos palitos com os golpes, apesar de eu saber desenhar, sou lento, acho mais rápido criar assim. Passo para o artista com referências ele então faz os rascunhos, eu aprovo, e então é animado. Ele exporta todos os assets, esses assets são empacotados, reanimados em programação, criado as áreas de colisão e programo os comportamentos específicos. É um processo longo e demorado, mas espero que vala cada centavo ao ver as pessoas se divertindo com ele. Além disso tem o processo de dublagem dos golpes, que nós mesmos fazemos e convidados. É muito engraçado.

Gamer Spoiler: Vocês já tem ideia de plataforma onde lançar o Cock Fighter? 

Thiago Carvalho: Pretendemos lançar primeiramente no Xbox Live Arcade e Playstation Network.

Gamer Spoiler: Vi que vocês tem outro game no forno, God of Metal, poderia nos contar um pouco mais sobre esse projeto?

Thiago Carvalho: Ainda temos mais 8 projetos engavetados, coisa pra 10 a 20 anos de jogos ainda.

God of Metal é nosso segundo título que está em fase de pré-produção ainda. Ele conta a história de Black e e sua banda realizam um ritual e fez um acordo com um demônio para se tornar um famoso grupo, mas eles não sabiam que o ritual realmente abriria as portas dos Nove Reinos do Inferno, iniciando a contagem regressiva para a destruição do nosso mundo! A fim de parar o Apocalipse, Black e seus amigos têm que superar o exército do Inferno, a batalha contra os ferozes Pecadores mortais enfrentar o perigoso caminho através dos Nove Reinos, cheios de armadilhas e tormentos para encontrar a verdade por trás do pacto!

Quem gosta de jogos tipo Beat’em’up e Hack’n’Slash vai amar God of Metal. Como sempre a ABXY inova na jogabilidade e você pode Realizar Solos musicais in-game para liberar o poder devastador de Heavy Metal com guitarras especiais, use seus poderes psíquicos para erradicar as hordas e cortar as cabeças dos demônios para liberar suas almas!

Além disso você precisa fechar os portões do inferno através de musica que possui um modo tipo “Guitar Hero”.

Você está pronto para ser um Deus do Metal?

Pra quem ficou interessado, podem visitar o site www.abxy.com.br ou a página no facebook: facebook.com/cockfightergame

Eduardo Henrique

Sobre - Eu sou o criador do Site Gamer Spoiler. Jogo video-games desde sempre, atualmente tenho um Nintendo 3DS e um Xbox One. Apaixonado por animes e Cachorros. Quem quiser me add na Live: EDU4RDO_H

Quer trocar uma ideia comente aqui

Muito show o cock fighter, espero que seja um sucesso!!!

Conheci o trabalho de Thiago Carvalho a pouco tempo, mas foi o suficiente para perceber o quanto esforçado e determinado ele é. Desejo muito sucesso para a ABXY. Sei o quanto é dura essa jornada de indie, mas a satisfação de alguém jogando sua criação no final é indescritível.

Parabéns!